Pra quem ta começando do zero

Essa semana 2 pessoas me procuraram pra saber aqui do Canada. Uma tem a intenção de imigrar e a outra parecia mais interessada em fazer um curso. Então, resolvi fazer um post pros novatos e passar o básico do básico.

Caso 1 – quero estudar aí. #comofaz

No caso a pessoa não estava interessada em intercambio, mas um curso mesmo. Pois bem, independente de onde você for estudar você vai precisar de documentos! Sim, é preciso visto para entrar no Canada (seja de turismo, trabalho ou estudo). Se for um curso de mais de 6 meses você precisa da uma permissão de estudos (que não é a mesma coisa que o visto). E trabalhar aqui você tambem precisa de uma permissão de trabalho. Só que se você pegar a lei nova de junho 2014 com a permissão de estudo você poderá trabalhar dentro e fora do compus! *todos comemora*. Mas se você estiver aqui a trabalho (não sei como faz, sorry) você ainda tem que tirar a permissão de trabalho. Mas como Quebec é cheio dos mimimi pra vir para esta linda província você precisa do CAQ (certificado de aceitação do Quebec)! E você precisará dele para tirar a permissão de estudo. Não preciso dizer que você precisa de um passaporte, né?!

Mas antes de dar entrada nos documentos você precisa escolher que escola você vai. Se for intercambio as agencias estão ai pra isso (EF, STB, Canada Travel, CI etc). Se não quiser fazer por agencia você pode ir nos sites e pesquisar escolas ;). Se você quer fazer outro curso… Ai muda muita coisa. Mas não se preocupe a internet está aí pra isso e o povo daqui é muito simpático e vai responder teu email o/ Então pesquise e pesquise, se alguma escola parecer legal e dentro do que você quer mande um email e tire suas duvidas!! Muitos sites terão uma parte estudante internacional com informações especificas pra quem não é daqui, aka, eu e você. E tem site que até divulga valores!! Aviso logo que vai ser caro, tipo, caaaaaaaaaaro! E você não pode esquecer do custo de vida que foi a proxima pergunta que me fizeram.

Daí que eu não sabia como responder então dei valores de coisas aleatorias, tipo:

  • da pra comprar um combo no McDonalds por menos de 10$
  • um restaurante decente fica por volta de 30$
  • o cinema é tipo 12$
  • celular com internet fica 40 ou 50 $ pra cima. Planos mais básicos ficam a partir de 25 ou 30$
  • um apê no centro de Montreal 1 quarto fica por volta de 900$ mensais ou mais. Água, luz, aquecimento pode estar incluso, depende do prédio. Eu por exemplo alugo um quarto no centro por 400$ tudo incluso, até internet u_u
  • o passe mensal do metro ta quase 80$
  • o salario minimo esta em 10 dolares e quebrados a hora. Aqui é comum que te contratem para trabalhar só por algumas horas em dias aleatórios. exemplo: bar ou restaurante te chamar só quinta sexta e sábado (dias de movimento) por 4 horas (exemplo mesmo. da minha cabeça).

Todos os valores são apenas de Montreal. Outras cidades outros valores.

Os colégios provavelmente vão pedir idioma. Provavelmente um TOEFL com pontuação minima (não se se é por curso), mas o meu college aceitou meu curso de ingles daqui e sem contar que eu fiz um nivelamento antes das aulas começarem. E eu tenho um primo que está tentando estudar nos EUA e não passou no TOEFL, mas parece que eles pediram pra ele fazer a prova deles (do próprio colegio). Então veja que rola um interesse e que eles querem te ajudar sim! 😉 Daí tendo todos os documentos você se inscreve, eles te dão uma carta, você usa a carta pro CAQ (se você vier para a província do Quebec, se não pule essa etapa), daí você usa o CAQ (se for o caso) e a carta do colégio para a permissão de estudo, tire o visto e faça as malas! Ah procure onde morar e tal rs

Caso 2 – quero ir pra trabalhar #comofaz

Esse caso é mais complicado porque eu tenho quase certeza que é preciso vir com vaga garantida e tudo depende da sua profissão. Em todo caso acho valido ir no Work in Canada.ca e da uma olhada ou no Emploi Quebec se você esta de olha nessa província. Ja ouvi que esses sites tem os restos das vagas, mas não deixa de ser um inicio. Em todo caso você pode acabar descobrindo empresas e dai você entra em contato com elas. Infelizmente não sei mais que isso. Vir a trabalho me parece tão ou mais complicado que imigrar. Digo isso porque para trazer alguem de fora eles tem que ta precisando mesmo. Tipo, MESMO. porque eles tem que provar pro governo que não tem gente aqui para fazer o serviço. E se pra gente que ja esta aqui e ja trabalha na empresa ja ouvi de não consegui usar a empresa pra imigrar (eles tambem tem que provar. no caso a empresa tentou uma vez pra alguem e falhou e passou a recusar o pedido) que dirá estando noutro país sem nunca ter visto mais gordo. Não quero desanimar ninguem, mas isso é o que eu sei.

Fora isso as info de cima se aplicam.

Melhor do que ler meu bloguinho (muito obrigada pela visita by the way) é pesquisar o CIC. Lá eles tem dentro da aba Immigration os tópicos Study e Work. Escolha seu caso, leia, tire muitas das suas duvidas, arrume duvidas novas e leia mais. Eles tem paginas e mais paginas de requisitos, quanto tempo demora, valores das taxas, como fazer o que fazer e tal. A minha dica pra quem quer estudar é fazer tudo com muitíssima antecedência, quero dizer, com mais de 6 meses de antecedência do inicio das aulas. Eles tem prazos do tipo ‘se inscreva até 1 de março para estudar em setembro’. E como você não é daqui e você de mais documentos e traduzir documentos você obviamente precisa de mais tempo. Ah, claro, respeite os prazos, aqui não é brasil.

Não sou expert só tenho a minha própria experiencia. Espero ter iluminado alguem =D

Curta QUEBEcLEZA! no facebook! Comecei a atualizar mais a pagina e a postar mais. Alem de atualização dos posts do blog na pagina você tambem encontra fotos, comentários e piadas da terra do gelo 😉 Fique por dentro das piadas de inverno primavera lol

Ela

Anúncios

Mudanças para estudantes internacionais em Junho 2014

Fiquei meio tensa com isso porque atualmente esse é meu  o caso. Dai fui passar o olho pra saber do que se trata e apesar de ja ter todos os documentos lindos e prontos aqui guardadinhos a frase “Any international student in Canada may be affected by one or more of these changes.” me preocupou. Dai eu tive que ver a tabelinha e acho que não vou ter problemas. E vou ate dizer que tem uns pontos positivos. Acho que mencionei num outro post (ou sera que só li sobre??) que na nova regra a propria permissao de estudo deixa vc trabalhar eliminando a necessidade da permissão de trabalho. E vi agora que quem estiver esperando a decisão da pós aqui vai poder trabalhar full-time dentre outras coisas. Legal, não? Por outro lado eles mexeram no Co-Op que é aquele intercambio em que você trabalha. Mas confesso que não entendi direito qual foi a mudança. Sei que antes era qualquer aluno e agora não vai ser mais assim…

Veja a matéria toda no site do CIC News. Quem quer ficar por dentro das coisas vale ir no subscribe e receber por email. É assim que eu to me mantendo mais ou menos informada sobre o que rola no CIC (aka imigração). Eles tambem tem um artigo sobre o seguro saúde para estudantes internacionais.

Ela

Halloween

Os dias estavam passando e eu estava esperando ansiosamente como uma criança pelo natal. Queria ver as casas decoradas e pessoas fantasiadas e todo um clima assustador de Halloween!

Talvez por frequentar mais a cidade do que a parte residencial eu vi mais restaurantes decorados do que qualquer outra coisas. Lojas vendendo apetrechos por podo lado (desdo inicio de setembro!!)! Lojas vendendo fantasia brotaram em vários pontos! Visitei algumas =D

Eis que finalmente o dia chega e… ninguem marcou nada. Meus poucos amigos  (sabe como é o povo de intercambio chega e vai, mas eu fico) trabalham, logo não nos falamos com frequência =/ No dia 31 eu não sai, mas sai sexta e sábado o/

1380223788406IMG_2733

 E conseguir uma fantasia de ultima hora não foi tão complicado quando eu pensei. complicado foi escolher o que ser nesse Halloween. Considerando minha personalidade e o frio eu não sou exatamente uma pessoa que quer mostrar muito o corpo e tirando pouquíssimas exceções fantasias femininas são sempre muito decotadas e ou curtas (sem brincadeira me faltou peito pra preencher a fantasia #deprimente). Opções aqui do lado.

1380223800221 IMG_2732

 

 Eu realmente não sei como me vestir assim no frio pq mesmo com casaco como ficam minhas pernas??? Sou daqui não. Na minha terra faz 40 graus quando as pessoas se fantasiam…

Acabou que eu que eu me decidi por pirata e com leggings (leggings E mais uma meia pra esquentar) e uma bota ficou tudo certo! o/ E como tive a chance tambem comprei cilios postiços *_*

Voltando ao assunto. Vi muitas fantasias legais !! Vi um Iron Men muito legal com a luz no peito e tudo. Um Capitão America intimidador de tão grande. Vi uma Marge Simpson!! *_* Com cabelão pra cima e tudo !!! Vi um simplista que vou de papai noel gostosão (chapéu de papai noel e blusa vermelha – as vezes aberta…).  Vi um Hulk que parecia uma estatua!! Vi uma mulher gato que era homem. E vi um Teddy Bear! Muito comedia ver ele dançando com aquela mão sem dedos na cintura da menina! hahah Sem contar caquela cabeçona sem expressão hahhaa E mais! a menina levou o Teddy Bear pro canto!!! Muito louco!

Como eu disse só vi os restaurantes decorados. Fora isso o unico lugar que eu vi perto do que eu esperava foi esse:

IMG_2713

Esse foi o meu Halloween

Ela

30 coisas pra fazer… La Ronde!

Agora a maioria das coisas que tem pra fazer eu vou ter que esperar pelo menos o halloween que ja está dando sinais nas lojas daqui. E o outono que já esta começando a colorir as arvores!=D

Olhando a lista eu percebi que eu não cortei o La Ronde, o parque de diversões daqui. E foi muito legal! Infelizmente perdi um bom tempo nas filas, mas ainda assim consegui ir em umas 6 atrações e por fim ainda vi a competição de fogos de artificio que estava acontecendo na época.

DSC03915

DSC03933

boomerang!

DSC04645

La Ronde visto da Torre do estádio olímpico.

DSC03954

Adorei as montanhas russas* e me deu saudade da Disney xD Super voltaria lá. Mas é carinho uns 60$ pra um dia. E eu fiquei com medo de arriscar no season pass…

E alem dos fogos de artificio ainda rolou um momento boate depois! Muito bom =D

Ela

A escola – parte 2 Montreal

Continuando o assunto  colégio….

Eu comentei do colégio de Toronto no post anterior. E tambem tem a EF em Vancouver de quando eu fui em 2008 e não comentei aqui ainda. Mas essas duas se parecem bastante e eu recomendo as duas.

Aqui a escola onde estou estudando (na verdade estava – eu vim num programa de estudo + trabalho e agora to correndo atrás da segunda parte rss, mas isso é outro assunto…) se chama ALI – Academie Linguistique Internationale. Antes de vir eu vi nos por aí da internet que é um bom colégio. Já discordo ai. Não acho um bom colégio. Mas todo mundo diz que é o mais barato (pelo menos daqui de Montreal). Mas não to dizendo que é um colégio péssimo, tambem não é assim. Só que esse é o meu terceiro colégio de intercambio e eu curti mais os outros 2 (que citei ali em cima)…

Pontos Positivos!

  • É bem localizado. Perto do metro (tanto da linha verde como da laranja) e perto do lado bão da St Catherine (rua de todas as lojas).
  • Eles ensinam inglês e francês e você pode mudar de lado (nãoo tempo todo, mas pode rs)
  • Acesso livre aos computadores (bom, pra quem não tem muito como se comunicar com a familia)
  • Os profs de francês são em sua grande maioria da França (pra mim isso é positivo porque é o francês standard)

Pontos Negativos!

  • As aulas tem um ritmo chato #prontofalei Parece colégio com provinha toda semana e se você não der sorte com o prof a aula é chatinha mesmo.
  • Cada nível dura um mês e são 8 no total (vou falar disso mais pra frente)
  • Eu achei os livros carinhos (eles são pra 2 meses) e talvez mal utilizados (eles dão mt papel de complemento as vezes – po se o livro é ruim então troca né)
  • Banheiros. Esse ponto pode parecer besta e não tem nada a ver com a aula, mas pra um andar inteiro de estudantes só tem um banheiro apertado com 2 cabines. Mijar é preciso!

O que eu posso dizer é que eu já ouvi de outras pessoas que eles tambem não curtem a ALI. Eu particularmente não gosto do método deles de um nivel um mês. Eu acho que em 8 meses não da pra aprender uma língua. Eu sei que o fato de estar na cidade “cercado” pela lingua ajuda e muito (só que Montreal é bilíngue e é moleza escorregar pro inglês. Falo por experiencia) mas se alguém aprender bem francês com eles do nível 1 ao 8 é muitíssimo mais mérito da pessoa do que da escola.

Com parando as 3 (SOL de Toronto, EF de Vancouver e ALI de Montreal) o ritmo da aula era mais dinâmico e interessante na SOL e na EF. As duas tinham um ambiente agradável. Gostei muito dos professores e adorava que junto com o inglês eles acabavam te ensinando tambem a cultura. No meu ultimo mês lá eu aprendi a falar “treco”, “coisa”, “budega” =) Eu acho isso legal porque a estrutura da lingua você pode aprender no Brasil num cursinho que da no mesmo. Eu acho que o colégio aqui tem que te dar um plus, algo que eu não conseguiria ter no Brasil. Claro que a gramatica eles dão, mas eu treinei pronuncia, tentei falar trava língua, aprendi vocabulário e alguma coisas da cidade, da vida aqui. Pra mim super valeu! E tanto na SOL como na EF você fica no nível até a prof sentir uma melhora (mas você pode pedir pra mudar tambem). Na ALI eu acho tudo mundo grande e distante. Primeiro porque é prédio tem a recepção, refeitorio e computadores no primeiro andar e as salas no 8 (ou no 4). Depois que tem muito brasileiro! E muito venezuelano! E de forma geral muito latino! Impossível não escutar espanhol e português. Quase não vi gente de outras nacionalidades e quando vi eles geralmente estava no lado do ingles. Ah e essa coisa de lado! Eles dividiram um lado do andar pra inglês e outro pra francês e o horário é feito pra esses dois grupo não se encontrarem! E por algum motivo eu achei que os próprios alunos ficam em grupinhos…. Meh não curti.

Depois que eles dividem as aulas em habilidades, gramatica e conversação. Eu não sei de que serve habilidades ate hoje. Gramatica é importante porque Francês é uma língua chatinha latina que nem o português e os verbos me matam – ou melhor, eu quero matá-los! E conversação é teoricamente pra fazer a gente falar e usar o que a gente viu em gramatica. Tirando um prof que foi excelente e olha que eu tive ele em gramatica, ou outros eu achei mais ou menos. E tambem teve um prof de conversação que eu gostei. Mas é o tipo de aula que de forma geral você quer faltar. E esse esquema escola, provinha, recreio, passar de ano é mo desanimo. Mas a gente leva. O curioso é que foi na ALI onde eu vi muitos casais e pessoas que estão mesmo interessada em imigrar isso se já não estão no processo. E tambem achei a faixa etária um pouco mais alta. Diria que muitos entre 20 e 30 e quando apareceu alguem de 17 era meio que o bebe da turma. Ja na SOL eu acho que a média de idade era mais pra 20 e poucos e na época que eu tava na EF em 2008 era muitos adolecentes, 16, 17, 18, 19. E os europeus que tinham lá seus 25 ficavam sendo os mais velhos.

Uma coisa que eu acho é que na ALI a parte de inglês tem mais curso, mais produtos. Alem do curso normal eles tem preparatorio pra TOEFL e outro pra IELTS, eles tem aulas de business, hot topics (assuntos da moda como conversação), movie, TKT (curso para prof de ingles como segunda lingua e UCP (University and College Preparation – prepratoria de 2 meses pra vida universitçaria, como fazer essays e escrita, leitura, pesquisa nos padrões daqui), bible class (alguma coisa com o texto da bíblia e religião. Não é obrigatório e é depois do horário de aula) e sei la mais o que que eu não vi.

No lado do francês você pode escolher somente nos níveis 5 e 6 entre DELF e français des affaires e ainda assim eu achei mais ou menos. Eu acho que o TOEFL é levado bem mais a sério e o francês de negócios é basicamente voltado pra currículo e entrevista e até agora não achei que foi util de verdade. Sei la…. Eu fiquei com a impressão que as aulas no lado do ingles são mais divertidas, mais dinamicas, mais variadas… Não posso falar do curso normal, mas eu fiz um mes de TKT e eu acho que foi muito mais valido do que meus 3 meses de francês. Mas quando eu cheguei no nivel 7 eles mudaram o ritmo e deram um livro pra gente ler (Stupeur et Tramblent, curti =D ) e conversação ficou em projetos de coisas pra apresentar e eu nem achei chato xD e a primeira aula, habilidades, continua sendo um mistério…

Enfim eu to de birra com eles porque eu esperava mais, ainda mais porque me disseram que era um bom colégio… Em infra-estrutura sim (menos os banheiros!), mas em aula e progressão…. eu não percebi ainda a minha progressão…

Moral da historia: se você prefere preço pode vir. Se você prefere qualidade… keep looking.

Ela

A escola – parte 1 Toronto

Gente, estou na metade da viagem e já me sinto no final =( Não quero voltar!! #comofaz

Prosseguindo…

Dei uma sumidinha, mas to aqui. E acabei de me dar conta que nunca falei da escola de Toronto! Então vamos lá!

Em Toronto, eu estudei na International House (nome que me deram na agencia no Brasil) ou SOL School (nome na plaquinha na frente do colégio). É um colégio pequeno comparado com a ALI aqui de Montreal (mas a ALI é muito grande em numero de alunos!). O prédio é uma gracinha meio castelinho. O cara da recepção, o Nick, uma graça e super legal. É ele tambem que faz as atividades com o povo. A entrada, tipo, o lobby é meio pequeno, mas por um lado isso é bom porque isso acaba de obrigando a conhecer todo mundo. E tem gente do mundo todo! Conheci em 4 semanas muitos coreanos (uns fofos!), alguns latinos (mexicano, venezuelano etc), alemães, suíços, franceses, japonês, etc. Na época que eu fui (abril) não achei que tinha tanto br assim.  Vai ver dei sorte…

A escola se divide em 8 níveis. Eu fiquei 2 semanas no nível 7 e 2 no 8. A aula tinha atividades diferentes e que acabavam por te dar um pouco da cultura daqui. Vi a prof parar um pouco a aula pra cuidar da pronunciação (th sempre é um problema…) e sexta a gente brincava. Mas péra! Em inglês! Brincadeiras de argumentar ou de lembrar palavras com uma determinada letra etc. E eu adorei o nivel 8. Porque teoricamente você já é boladão se você está nesse nível. Então ele não dava gramatica de verdade, mas ele revia uns pontos aqui e ali. E dava muito, mas muito, mas muito vocabulário. Todo texto que a gente lia ele perguntava primeiro as palavras que a gente não sabia e anotava no quadro depois ia uma por uma antes de falar do texto em si. E a gente assistia filme tambem. Daí a gente tambem podia anotar palavras que a gente não sabia. E depois tinha que fazer tipo um essay sobre o filme. Depois ele escolhia 2 da turma e copiava pra gente editar (corrigir) o trabalho um do outro. Quando ele dava o vocabulário da semana (e as vezes outro topico tambem) ele pedia pra gente escrever uma frase errada de proposito. Era uma boa forma da gente colocar as nossas duvidas de erros, se pode isso e aquilo, se usa assim mesmo. Tenho otimas lembranças!

O colégio tambem fazia uma graduação toda sexta pros que estando indo embora. Dai na hora do almoço a gente ia la fora e via os colegas que estando indo embora recebendo o certificado. Super momento confraternização. Eu achei o ambiente lá muito leve, muito amigável, muito descontraído.

Eles oferecem casa estudantil alem da casa de familia. A residencia estudantil fica literalmente em frente ao colégio. Se você atravessar a rua reto chegou! Mo vida boa. Eu não disser se a localização é boa… É um cadin longe do metro, mas ta tipo perto da agitação.

Moral da historia: eu recomendo a SOL Schools =)

Ela.

Época de imaginar estudar no Canadá

Ano passado eu enchi o saco falando dessa feira rss. Fui nela, imaginei e cá estou, estudando no Canadá =D

2013

Para os que pensam em vir de intercambio ou para fazer um curso universitário, pós, etc é uma boa change pra conversar com os representantes das escolas e tirar algumas duvidas. Eles são super simpáticos (afinal, são canadenses hehehe). As palestras também são super interessantes!

 

Então aos interessados fica aí a dica Feira Imagine Estudar no Canada 2013 – é a terceira edição! Eles vão passar em Recife, São Paulo e Porto Alegre agora em Setembro de 2013 (não entendi porque eles não passam no Rio…). Se você não poder ir eles tem a lista das escolas, Universities e Colleges tudo la no site. Tambem tem a pagina no Facebook. Ano passado a inscrição foi de graça e acho que continua assim.

E aos que pensam em fazer esses programas de estudo + trabalho vale lembrar que ta rolando um boato que eles vão acabar com isso. Então é melhor se resolver pra esse ano porque pode ser que eles parem de vender o programa ainda esse ano… Mas se você comprar a tempo ta tudo certo! Vale pesquisar sobre. Ja comentei sobre isso aqui e aqui. Eu vim pra cá com esse programa  e posso dizer que as coisas estao mudando mesmo pra quem ja está aqui. Estão  reforçando a fiscalização do programa e com sorte o governo se contente com isso e não acabe com o programa.

Então é isso rs

Ela