En français svp, LaSalle!

Eu estou estudando no LaSalle College desde janeiro e acabou que nunca postei muito sobre o assunto aqui no blog, mas fiz um comentário na pagina do facebook outro dia sobre uma de minhas aulas. Estou num curso de gestão de hoteis e a gente vai aprendendo sobre todos os setores. Agora no segundo semestre a gente tem uma aula sobre restaurante no restaurante. Acho mo interessante que a gente vai no restaurante e faz um rodizio nas funções, como por exemplo: garçom, pantry, runner, maitre D, assistente de maitre D. E na cozinha tá o povo do curso de culinária! O restaurante é aberto ao publico dai eles cozinham e a gente serve! É uma aula 100% pratica pra ambos os cursos (ok a gente teve 2 semanas de sala de aula pra aprender o básico).

Eis que hoje a coordenadora do curso passou la quando a gente ainda estava arrumando as coisas pra nos avisar o seguinte: alguém foi lá e não teve o serviço em francês. Só que não para por ai não! A pessoa se deu ao trabalho de escrever pro jornal Le Devoir pra reclamar!! O artigo saiu ontem. A escola escreveu uma resposta, mas eles não publicaram… E ainda um radio entrevistou a coordenadora sobre isso. Ela explicou que o restaurante é uma sala de aula e que o colégio oferece os cursos tanto em francês quando em inglês e se o aluno se inscreveu para um curso em inglês eles tem que oferecer o curso em inglês. E tambem lembrou que o restaurante não tem acesso pela rua e quem vai la tem que entrar no colégio (e ver que é um colégio) pra chegar no restaurante. Mas ai ela lembrou pra gente que o é aberto ao publico e no Quebec tem a lei de que os serviços tem que ser prestados em francês e mimimimi. Dai se você fala francês otimo, se não peça ajuda ao professor. Tambem pediu que recebêssemos as pessoas em francês “bonjour” mimimi e trocar pra Inglês depois e pouco depois brotou uma placa na entrada lembrando que se trata de estudantes e tal. Ironia ou não a placa ta só em francês xD

Daí é isso. Uma tempestade em copo d’agua por causa disso (aaah ela falou exatamente isso em francês hehehe “une tempête dans un verre d’eau“). Achei a pessoa muito ofendida e eu não consigo entender o drama. Pode falar quantas vezes quiser que é a historia do Quebec e dessa coisa de preservar a língua francesa, mas é em momentos assim que toda aquela historia de tolerância que eles vendem vai por água a baixo (que nem aquela do estado laico que as pessoas do setor publico não poderiam ter/vestir/mostrar nada que fosse ligado a religião) e nem vou falar dos comentários desse artigo… Será que uma pessoa assim consegue entender que se o aluno é de fora do Quebec e do Canada vai levar um tempo pra chegar num nível comunicável de francês (e ingles tambem). E, sim, eles tem aulas de francês.

#coisasdequebec

*Aqui o texto no Le Devoir.

Ela

Anúncios