Um pouco sobre mim e meu perfil como imigrante

stock-vector-family-friends-icon-set-vector-icons-for-digital-and-print-projects-256633000

Como eu disse no post anterior eu voltei a vida de acompanhar pessoas no canada e imigracao =) e acabei percebendo que eu nao me encaixo no perfil das outras pessoas e outras historias. Atualmente estou acompanhando de perto pelo snapchat a Biba do Bibacria, a Cassandra do Canada.br e a Mara do Canada Again. Todas com canal no youtube. Tambem acompanho outros pelo snapchat outras historias pelo snap (pretendo atualizar a lista aqui no blog e colocar todo mundo que eu to seguindo. Guentai rs).  Ja estou me perdendo no assunto. A questão é que a o  Canada Again comecou uma serie chamada “recem chegados” no qual ela meio que intrevista pessoas que chegaram ha menos de um ano e quais sao as impressoes ate agora. Os perrengues, as expectativas, o que superou expectativas etc. Para morar um pouco a realidade da vida aqui e que por melhor que seja a vida aqui no Canada paraiso nao existe e problemas que voce nem imaginava que existiam vai te incomodar (pelo menos essa é a minha definicao do que ela esta fazendo rs). Em resumo eu estou seguindo familias com criancas que ja tinham uma vida mais estabelecida no Brasil e que falam mais direcionada para pessoas que as vezes a primeira vez que vai pisar em solo canadense será quando estiver com o PR e que talvez estejam deslumbradas com a ideia de Canada. E foi ai que eu me toquei que o meu perfil é outro.

Eu vim para ca de intercambio e renovei os docs quando decidi fazer um college. Eu ja tinha vindo para o Canada antes, em 2008, tambem de intercambio e sem nem pensar e saber sobre imigracao. Fiquei 6 meses e voltei com ingles baum! =) E descobri como no geral os brasileiros falam um ingles bem ruimzin… =X E entao descobri o lance da imigracao e li um pouco sobre isso, mas eu tinha uns 20 anos mais ou menos na epoca e achei que estava cedo quis esperar. Alguns anos depois tive a chance de voltar para ca e dessa vez pro frances. Foi mais ou menos a epoca que comecei o blog e li muito de mais a beca sobre imigracao. Eu nao tinha pensado ainda em ficar aqui. Foi uma coisa que aconteceu depois de uns meses que eu ja estava aqui e surgiu a oportunidade.

Eu vim sozinha (na epoca estava namorando e ele viriam eventualmente, mas a vida aconteceu e…) de intercambio, com paGraduate-femalessagem de volta, entrei num college, estou aqui como estudante internacional e o objetivo é imigrar com o diploma do curso pelo PEQ (enquanto a maioria vem e veio pelo skilled worker – mesmo ele tendo mudado demais ao longo dos anos). Dos blogs que eu achei pelo caminho nao vi nenhum com esse perfil. Talvez sozinho/a mas nao como estudante. Quando eu criei esse blog eu ate queria encontrar uma historia nesse perfil pra saber o que esperar desse processo de imigracao.

Outra coisa tambem é que como eu disse muitos saem do brasil de familia formada e emprego estabelecido. Mas uma vez nao foi o meu caso. Eu sai da casa da mamãe direto para esse imenso canada. E acabou sendo uma transicao suave para mim. Cheguei em homestay, depois dividi ape e agora moro sozinha. Pouco a pouco as responsabilidades foram aumentando. Pela primeira vez na minha vida eu de fato tenho contas pra pagar, aluguel, e sai da vida de dondoca direto para o glamour de arrumar a casa (aquela que mal sabia lavar um banheiro rs). Mas mais uma ez foi uma transicao suave e progressiva. Eu nao tive o choque da chegada aqui, eu nao tive que chegar resolvendo um monte de coisa, eu nao tive que me preocupar com um monte de coisa. Eu vim bem turista de ferias. ok, tinha as aulinhas, mas depois eu rodava a cidade! Meu primeiro verao aqui eu fui em todos os lugares, festivais e pontos turisticos possiveis (o que acaba sendo ate uma coisa positiva ja que meu curso é hotelaria ne rs). Esse vai ser o meu quarto verao aqui e ainda nao curti um tanto quanto o primeiro. =D

Junto com isso muito dos meus “primeiros” foram aqui. Meu primeiro cartao de credito foi aqui (ja pensando em criar um historico de credito 😉  ) que como estudante nao foi muito dificil conseguir. Minha primeira busca para alugar uma casa foi aqui. A primeira vez que aluguei um carro foi aqui. A primeira vez que tive que escolher plano de celular, de internet foi aqui. Eu vejo que muitos dos blogs e canais comparam as coisas com o Brasil, mas eu nao sei o que dizer porque eu nao fiz essas coisas no Brasil. So sei por alto mesmo. E depois de 3 anos aqui muita coisa ficou natural para mim ja. Eu vi num dos snaps alguem mostrando que todo mundo usa celular no onibus. Eu sei que no Rio nao era assim e do jeito que eu estou parece que piorou muito desde que eu vim. Mas aqui eu nem percebo mais pra falar a verdade rsss Eu vivo andando com o celular na rua. Tiro foto pro instagram, mando audio no whats, faço video. Ninguem me segura. Poucas foram as vezes que me senti insegura aqui, mas nunca por causa de celular. Inclusive, na verdade, das vezes que eu voltei pro brasil eu ficava preparando minha cabeca para lembrar que nao pode usar cel em qq lugar (ate pq eu nao tenho cel la e nem internet rsss so em casa mesmo). Eu nem lembro mais qual o protocolo pra usar o cel. E se eu quiser ver a hora? Qual o risco que eu corro so pra dar uma olhadinha? D= Outras coisa tambem é atravessar a rua. Ja acostumei com a prioridade. Ruas sem sinal eu saio andando xD Porque eles param. Por outro lado quando eu tive que dirigir aqui eu fiquei com medo de nao ver e quase atropelar alguem, mas nem rolou. Acho que deve ser mais tenso ruas com ciclovia, mas nao peguei isso ainda.

Acho que a unica coisa que eu realmente ainda curto e olho um pouco com olhos de brasil é os eventos e as coisas legais que acontecem na cidade DE GRAÇA! Os balanços musicais, o Maestro, os pianos publicos, os festivais de musica (jazz, francofolie etc). Aquele meu primeiro verão que eu tanto curti. Eu acho que so gastei com lanche mesmo. Ja tinha o passe pro metro por causa do curso (passe mensal que permite você andar de metro o mes inteiro livremente quantas vezes quiser/precisar), os fui nos eventos de graça. Realmente so comida que eu acabava comprando.

Moral da historia é que eu tenho uma outra visao do Canada devido a minha experiencia. Eu nao criei grandes expectativas quando vim em 2013. Eu quis usar o tempo do college justamente pra ver e sentir como eu me sinto aqui, sozinha, ver o inverno (ja que Vancouver tem um inverno bem brando comparado com o daqui) e decidir se me adapto ou não. Na pior das hipoteses eu voltaria para o Brasil com um diploma internacional, um ingles afiado e francês. So que eu não quero voltar rs.

Se alguem ai esta pensando em vir sozinha/o ou fazer college para entao imigrar, Quebecleza! esta ai! Nesse mar de familias e casais que vieram pelo Skilled worker, ca estou eu de estudante, nao-imigrante (ainda!), de olho no PEQ =)

Ela

2 pensamentos sobre “Um pouco sobre mim e meu perfil como imigrante

  1. Aqui nos EUA, dependendo da cidade eles atropelam.. Rs
    Adorei! Quero saber de algúm podre cometido por vc no Canadá! Rs
    Fico no aguardo..Bjsss!

Participe do blog, deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s