Fiz o TEFAQ – esperando o resultado

Conforme comentei no ultimo post do blog eu estava me preparando para fazer o teste de francês – TEFAQ. Assim que as aulas do curso preparatorio acabaram eu marquei a prova e vou contar minha experiencia pra vocês (e aproveitar pra comparar com o DELF).

Pra começar é uma maravilha que eles oferecem o TEFAQ 3 dias da semana toda semana! Peguei o dia e hora que melhor se encaixavam no meu horario do College. Eu fiz a expressão oral e a compreensão oral que são exigidas pela imigração:

“…you can submit:

  • an attestation of results of a French test or diploma recognized by the Ministère that demonstrates attainment of a level of competency in oral comprehension and oral production of 7 or higher on the Échelle québécoise des niveaux de compétence en français des personnes immigrantes adultes or to its equivalent [level B2 of the Common European Framework of Reference (CEFR)].” > Immigration Quebec.

No TEFAQ eles dizem seu nivel baseado na pontuação que você atinge – enquanto no DELF você escole o nivel da prova e passa ou não. Ao contrario do que eu esperava eles começaram com a parte oral =X. Eramos apenas 3 pessoas agendadas para aquele horario. Em uma sala as avaliadoras vieram nos explicar o exame (que eu ja sabia por causa das aulas preparatorias). O exame oral é dividido em 2 partes:

  1. eles apresentam geralmente um serviço e você tem que fazer perguntas por 5 minutos. Parece longo, mas o avaliador te responde então não é tão ruim assim. Na aula a gente praticou com restaurante, locator de carro, anuncio de apartamento, etc na prova eu peguei “caça ao tesouro” (é  tipo fazer uma trilha com pistas que te levam a mais pistas pra achar um “tesouro”). Alem da gramatica conta ponto a pertinencia das perguntas e a sua reação as respostas. Se voce se imaginar ligando pra um lugar pra pegar mais informação você não terá problemas. (onde fica, qnt é, tem disconto, o que eu preciso pra participar, aceita cartão, é perto do metro/onibus etc). Nessa primeira parte você tem que usar o Vous.
  2. eles te apresentam um situação e você tem que convencer seu “amigo” a participar. Dura 10 minutos. O avaliador vai sempre recusar e sua função é encontrar argumentos pra convencer. Mas uma vez o avaliador vai responder e você não fica falando 10 min direto sozinho. Na aula a gente praticou com vegetarianismo, usar um serviço, ajudar a organizar uma festa pros vizinhos e na minha prova foi turismo voluntario (viajar pra ajudar lugares necessitados) com tudo pago o/. Cada situação requer argumentos diferentes. Tem que saber contra argumentar. Se dizer “não tenho dinheiro” você pode dizer que empresta. Se falar que é complicado você moestra como é simples; que não tem motivação fala que vai junto etc. Nesse parte você tem que usar o Tu.

Depois de explicar os exames eles tiraram qualquer duvidas. Eram duas avalariadoras e ela foram mt queridas e ajudam bastante. A ultima coisa que elas queriam era assustar ou prejudicar. Eu fui a primeira das 3. Fui pra uma outra sala pra fazer o exame (que é individual). Fiz uma parte com uma e a outra parte com a outra. Uma coisa que eu preferi ignorar é o fato que eles gravam o exame oral. Odeio ser gravada e isso só ima me deixar mais nervosa. Então ignorei isso para o meu proprio bem estar.

Em um determinado momento, especialmente na parte 2 eu me enrolei na frase. Como eu não falo frances com frequencia (quase nunca) eu não estou acostumada e me enrolo com as palavras e as vezes com a seguencia da frase. De forma geral eu conseguia me ajeitar – nem que eu recomeçasse a frase de outra forma. Mas ai que me enrolei com uma palavra… hopitalaire? hopitale? hospit.. =S E não é que a avaliadora me mouth the word (falar sem fazer som) hopiteau (é assim que eu imagino que escreve o que ela me disse rs). Fora isso boa parte do tempo elas estão só escutando ou respondendo. Essa querida sorriu algunas vezes e balançou a cabeça. I’ll take that as a good sign! Quase perguntei no final, depois que pararam de gravar, se me saí bem. Mas 1) eu travei 2) não sabia como perguntar 3) imaginei que elas não iriam dizer. Devia ter tentado……

Dai esperei as duas meninas e só quando elas acabaram a gente fez a compreenso oral. É feito no computador e uma vez que você começa não tem como parar nem voltar nem pular. Tudo avança automaticamente. Tem um reloginho no canto te dizendo qnt tempo resta ate trocar a pergunta. É tudo multipla escolha. Cada resposta certa é +3 cada errada é -1 e cada ‘não sei’/ não respondida é 0. Ou seja, não é uma prova pra sair chutando. Marcaquei as que tinha certeza e se eu tinha algum resquicio de dúvida eu marquei ‘não sei’. As duas vezes que a gente fez os exercicios que nem a prova na aula eu passei, mas da segunda vez eu não chutei e preferi usar o ‘não sei’ e fiz muito mais pontos. Confesso que entrei em panico com algumas perguntas e acho que teve uma questão muito dificil em que com apenas 2 escutas você tem que responder 3 ou 4 questões eu acabei colocando ‘não sei’ e acho que só respondi uma questão. No inicio eu tava bem mais do meio pro  final eu fui entrando um pouco em panico porque não tava tendo tempo pra processar. Depois fiquei com medinho de não estar respondendo o suficiente pra somar pontos. Pra minha supresa no final eles dão o resultado e eu alcancei o B2 pra compreensão oral e agora só me resta esperar umas semanas pra saber o resultado da expressão oral. Mas eu acho que fui bem sim =)

A minha empressão é que o DELF é mais voltado pra lingua (gramatica, verbos etc) e o TEFAQ é mais voltado pro uso da lingua (fazer perguntas e entender pegadinhas, se comunicar em geral). A escuta do TEFAQ é cheia de pegadinhas e algumas vezes você tem que ligar os pontos pra saber as respostas. O exemplo que eu posso dar é o exercicio em que vc tem que saber onde a mensagem foi dita. As opções são como estação trem, aeroporto, estação de metro, avião. Dai você não vai ouvir nenhuma dessas palavras. Você tem que saber que “gare” é usado pra trem, que portão de embarque é aeroporto e assim por diante. Ou o contrario, vai achar que ouviu todas. Você vai ouvir uma mensagem deixada em secretaria eletronica e você vai ter que dizer qual o tema de mensagem: marcar um jantar, dizer que vai atrasar, confirmar o jantar, desejar feliz aniversario. E de uma forma bizarra você acaba ouvindo quase todas as palavras chaves das opções. Mas ai que é um jantar de aniversario e na verdade só pediu pra não atrasar e ta pedindo a pessoa pra confirmar a presença no jantar. Dai que se você não estuta direito todas ou 3 das 4 opções parecem estar certas e você fica confuso. No fundo a parte de escuta não tem nada de gramatica, é pura compreensão do que foi dito. Só a ultima questão que é pra ouvidos sensiveis. É quando você tem que saber a diferença entre ‘ou’ e ‘u’ (tout/tu); entre ‘s’ e ‘ss’ (poison/poisson) e outros sons similares. Tem uma frase simples e você tem que dizer se ouviu a mesma coisa do que ta escrito. Escrito tem : tu peux me dire tout. Falado foi: tu peux me dire tu. Dai que não é a mesma coisa.

Enfim, uma vez que eu tiver o resultado official das provas (que eu estou confiante que passei) alem de feliz eu vou estar de uma certa forma começando a minha papelada pra imigracão! =O medinho emoção e adrenalina!

Ela

 

Um pensamento sobre “Fiz o TEFAQ – esperando o resultado

Participe do blog, deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s