Um passo para trás

 

Faz duas semanas do susto.

Segunda feira

Recebi um email dizendo que meu status tinha sido atualizado (processo de imigração). Corri para o site do CIC para ver o seguinte status: cancelado. Fui no ícone da interrogação que apenas me deu duas opções: erro administrativo ou o doc que eu estava pedindo não precisava. Não fazia sentido. Chorei.

Chorei mais um pouco. Liguei pro namorado e mal consegui explicar. Chorei. Comecei a fazer planos B C D E… Não sentido. Dei entrada num sistema do CIC que te permite questionar essa decisão. Torci para ser um erro adm que eles resolveriam entre eles. E com isso esperei um segundo email de atualização de status. O dia acabou e nada. Fiquei pra baixo uns dias.

Quinta feira

Cheguei em casa e abri a caixa do correio. Entre panfletos e propaganda lá estava um envelope grande e gordo que pela cor do papel eu já sabia que eram os meus documentos de imigração. Afinal minha cópia original do CSQ estava com eles. Eu tinha mesmo que tê-la de volta.

Abri o envelope e vi que o primeiro documento era uma carta da imigração direcionada a mim. Entre ler do começo e ler o que estava marcado de marca texto no meio, eu não absorvi nada do que estava lendo. Li varias vezes ate ficar calma e ver que não era tão grave assim. Em resumo: faltou uma assinatura.

Depois da carta e de uma lista pronta de erros com o meu erro marcado em marca texto e caneta vermelha – documento tal, assinatura original, o primeiro documento era o que estava faltando assinatura com um post-it em amarelo e vermelho, com bolinhas, uma seta e escrito “SIGN HERE”. Dentro de mim eu ri. Me senti uma idiota. Lesada. Tapada. Ou pelo menos que eles estavam me tratando assim ^^

Decidi que isso não era o fim do mundo. Bastava assinar e reenviar. E quer saber? Considerando que fiz tudo sozinha, tendo apenas ajuda do site da CIC e as vezes um google, se esse foi meu único erro eu me dou os parabéns. Isso foi desatenção e não um erro. Sim, claro, que chato. Não precisava ter esse atraso. Mas aconteceu. Bora resolver isso e bola pra frente!

Segunda feira

Reimprimi o documento (ah, esqueci de dizer! Tinha escrito meu nome no PC em vez de assinar! xD ), assinei e bora ir lá enviar essa joça! Inclusive me dei ao trabalho de colocar aquele post-it festivo na versão assinada do formulário. Meio zuação, meio vingança, meio é melhor prevenir e mostrar que assinei. Confesso que fiquei na duvida de reorganizar os docs na ordem do check-list como eles pedem e como fiz da primeira vez que enviei. Mas alguns dos formulários já tinham umas marcações deles resolvi deixar quieto. Mandei do jeito que veio: a carta, lista de erros, doc agora assinado, resto dos docs. E vá com Deus!

Na pior das hipóteses acho que esse ~erro~ bobo me atrasou em 3 meses na fila do processo. Na melhor das hipóteses eles vão ver que já viram e eu não vou pro fim da fila (acho pouco provável). Da última vez que vi a espera era de 12 meses.  Ótimo! Já sei o que quero de natal no ano que vem! =)

No snapchat

Acabou que a volta que eu tinha prometida aqui acabou sendo no Snapchat (me segue la! quebecleza). E dentro desse universo descobri varias pessoas tanto no Canada como no mundo. E aqui vai uma lista de quem eu tenho:

Canada

snpachat-logo

Montreal

nielaaquino

fernanda.iensen

quebecleza (sim, eu!)

canadaceares

expressomtl

dpfontes

bianca.mrangel

mirellasa1

akietgw87 (hello kiks)

 

Toronto

mara-martin

rian.lins

cillafontes

vemcanada

michellyteymeny (daqui prai)

crescendonoca

serumcanuck

tiacal1

vireicanadense

 

Vancouver

bibacria

canada.br

canadamais2

manecacamisasca

malainquieta

canadaforaserie

canalfalamaluca

falamaluca_lu

itslucianosouza

lidiimendes

kittynocanada

 

Calgary

van-kohn

alinelrp

Winnipeg

gabyferreira40

Lourdex

Ottawa

ca.japa

New Brunswick

canadiando (sumiu do snap)

 

E no mundo!

(UPDATED 23 Dez 2016)

debivieirapaz – na Suécia

stronglica – na Suécia

prialbuque – na Suécia

varomao – na Suécia

gi-vpeuropa – na Suécia

vivianedeolli – na Noruega

euandopelomundo – na Suiça

moninswiss – na Suiça

kelypelomundo – na Austria

helorighetto – em Londres

travelwithpedro – Londres mas viaja muito

italianablog – Italia/Brasil (sumiu)

kedimabcn – na Espanha

soldebarcelona – na Espanha

rosanabastista (cozinha lado B) – em Portugal

thaiscfn – europa…

passos.vanessa – europa?

rodriguesmarla – europa…

mariykm – Irlanda?

mirellam7 – na Irlanda

godoyn (SuaConterranea) – na Australia

likewanderlust – nas Australia

vass1707 (vikathechica) – na Australia

alinerreis – na Tasmania (Australia)

iamkeyse – no Japão

feneute – em New York

adriadu – em Seattle

singridsouza – Florida

 _________UPDATE JAN 4TH 2017________

Criaram um grupo interativo chamado Brasileiros no Exterior no qual respondemos perguntas 2x na semana. Os participantes estão espalhados pelo mundo e é uma forma de saber um pouco da vida fora do Brasil e os diversos pontos de vista . (Obs: alguns dos snaps do grupo eu já tinha é estão ali em cima)

*pode ser que hajam atualizações nos integrantes do grupo, ou seja, pode ser que fique desatualizado


_________FIM DO UPDATE_________

Esta é a minha lista de sugestões de snapchatters (espero não ter esquecido de ninguém ou errado o nome D= (qualquer coisa me avisa!) ). E sim, são todos brasileiros. Lembrando que muitos deles estão em outras mídias tambem, como por exemplo instagram, youtube, facebook e blog. E estou aberta para sugestões tambem. Deixa ai nos comentários as suas recomendações 😉

 

Pedindo e recebendo o CSQ

Acabou que a minha volta aqui no blog não deu muito certo. Quem diria que 2 empregos fossem me ocupar tanto assim =P

Acabou que eu pedi e recebi o CSQ e nem comentei disso aqui no blog. Pois então vim aqui mudar isso.

Ano passado (2015) falando com uma brasileira que tambem ia imigrar pelo PEQ ela fez um comentario que ficou na minha cabeça. Ela queria dar entrada no processo com 6 meses do fim do curso caso as regras mudassem no ano seguinte. É verdade que o PEQ é um processo que não tem e acho que não teve mudanças drásticas no processo, mas vai que né. Vai que resolvem pedir C1 na prova do francês ao invés do B2. Vai que acrescentam alguma coisa. Esse comentário dela realmente me assustou e na duvida preferi dar entrada logo pra garantir que estaria dentro das regras e se acontecesse de mudarem as regras meu lugar estaria garantido (logica meio paranoica rs).

Juntei todos os documentos e formulários pedidos (que nem eram muitos pra falar a verdade) e enviei tudo em dezembro. Segundo o site, no PEQ podemos dar entrada com 6 meses da data prevista para receber o diploma. Ou seja, não é exatamente do fim do curso. Afinal, no fim da ultima prova a gente não sai de la com o diploma. E no meu caso, eu ainda ia passar umas semanas no estagio, que tambem teriam que ser avaliadas para então fecharem as notas e de fato acabar o curso e processar o diploma. Alias, o diploma demora. Na verdade eu usei um dos outros documentos aceitos como prova de conclusão. A questão é que não adianta mandar tudo muito cedo e ficar com o prazo apertado depois (como foi o meu caso). Acontece que eu já tinha marcado de ir pro Brasil no natal então eu mandei pouco antes de ir.

Vi no banco que me cobraram a taxa e depois (mais ou menos um mês depois) recebi uma carta dizendo que eu estava dentro dos critérios e que estavam aguardando o envio do meu diploma ou prova de conclusão de curso para processarem meu pedido e me deram uma data limite para eles receberem os documentos pendentes que caiu em Julho me deixando com cerca de um mês após o fim do estagio pra resolver isso dentro do prazo. O problema é ficar a mercê do colégio processar tudo a tempo.

Mas consegui enviar tudo uma semana antes do prazo e como é dentro de Montreal a entrega do correio é rápida. Ah, e como tem que ter emoções nessa vida ainda tinha boatos de que o correio ia entrar em greve! Mandei por Fedex ou UPS, não lembro.

Agora, a parte bizarra mesmo foi que exatos 10 dias depois eu recebi uma ligação do moço da imigração dizendo que o documento da prova de conclusão do curso (um tipo de histórico escolar) não estava direito. Acontece que eu peguei do site do colégio e quando eu imprimi ele não estava atualizado ainda e tinha uma campo lá que não dizia que eu terminei o curso -_- Esse moço foi um anjo enviado por Deus de tão incrivelmente legal que ele foi. Ele me ofereceu de ir la entregar pra ele no mesmo dia esse documento. Eu corri e imprimi a nova versão e vi o campo que ele precisava. Ainda bem que já estava atualizado. Ufa! Corri mais que o vento e entreguei la. O moço queridíssimo me pediu pra esperar e me entregou o CSQ em mãos! =O Muito amor por esse moço! Ele me contou que quando é uma coisinha assim as vezes ele tenta ligar pra pessoa. Se não ele teria que negar o CSQ e eu teria que começar  de novo do zero (e pagar a taxa de novo x_x) Saí de la nas nuvens! Mas acho que ele mesmo deve ter sido um imigrante ou filho de imigrante porque se fosse um quebecois não sei se teria tido a mesma reação…

E foi assim que consegui meu CSQ =D

O que eu gosto em MTL sem ser segurança nem qualidade de vida

Esse foi o desafio que no rolou no snap esses dias e eu achei que foi um tema muito legal pra deixar se perder na memoria curta do Snapchat.

Eu fiz uma listinha e vou mostrar pra vocês o que eu gosto em Montreal. E excluir qualidade de vida é difícil porque tudo é qualidade de vida rsss.

Festivais e eventos

Montreal é uma cidade muito viva nesse quesito. Sempre tem coisa pra fazer seja no inverno ou no verão. E a melhor parte é que existe muita coisa de graça tambem! É uma cidade muito cultural e tem os mais diversos eventos. So para citar os grandes tem o Festival de Jazz, Francofolies (musica francesa), Grand Prix, Piknic Electronik, Just for Laughs (Só Rindo). Tem festivais demais no verão que nem da tempo de ir em tudo. E no inverno tem o Fête des neiges, Igloofest, Montreal en Lumiere. É uma cidade que sempre tem coisa para fazer. Pago e de graça. Amo!

Multiculturalismo

Aqui tem gente do mundo todo e você aprender muito sobre varias culturas. E a melhor parte é que isso se traduz em restaurante. Aqui se acha comida de tudo que é canto. Tem cada coisa boa!

Respeito, gentileza, educação

Ja disse tudo né. O canadense ja é conhecido como um povo gentil (ate demais segundo as piadas dos EUA) e de forma geral quem vem pra cá aprende a se enquadrar. De forma geral é um povo bem gentil, bem educado. Mas sempre existem exceções…

Cabeça aberta (open-mindedness)

De forma geral as pessoas aqui tem menos preconceitos com diversas coisas comparado com o Brasil. Mas vale lembrar que imigrantes (inclusive nós) trazem consigo suas crenças, sua visão de mundo e com isso seus preconceitos tambem… Ou seja, ainda existe preconceito sim, mas é menor, eu diria.

Não tem modinha

Eu percebi muito antes de pensar em morar aqui que no Brasil as modas são fortes. E todas as lojas vendem tudo igual. Aqui você acha loja de todos os estilos e todos os gostos.

Liberdade de ser eu

E complementando ao anterior, você acaba tendo a liberdade de ser você sem ser olhado torto. Sem medo de ser feliz. Pode ser gótico, pode ser descombinado, pode ser exótico. Tinguem vai te tratar mal e menos gente – quase ninguém – vai te olhar torto.

Estações do ano definidas

A alegria que a primavera traz!!!! Só depois de um ou mais invernos aqui você vai entender! Curtir o verão como se não houvesse amanha. A graça que é as arvores no Outono. E a neve no inverno! Aprender a curtir um inverno tão intenso tb é possível.

Tranquilidade

O Canada de forma geral tem um ritmo de vida mais calmo e desacelerado. E por mais que segurança nao valha nessa brincadeira eu acho que a tranquilidade pelo fato do Canada não ser um pais que se mete em guerra é super valida tambem.

 

Bom é isso o que eu consegui pensar rapidinho pra fazer uma lista.

e pra quem não me segue ainda no snapchat vai la! quebecleza

Um pouco sobre mim e meu perfil como imigrante

stock-vector-family-friends-icon-set-vector-icons-for-digital-and-print-projects-256633000

Como eu disse no post anterior eu voltei a vida de acompanhar pessoas no canada e imigracao =) e acabei percebendo que eu nao me encaixo no perfil das outras pessoas e outras historias. Atualmente estou acompanhando de perto pelo snapchat a Biba do Bibacria, a Cassandra do Canada.br e a Mara do Canada Again. Todas com canal no youtube. Tambem acompanho outros pelo snapchat outras historias pelo snap (pretendo atualizar a lista aqui no blog e colocar todo mundo que eu to seguindo. Guentai rs).  Ja estou me perdendo no assunto. A questão é que a o  Canada Again comecou uma serie chamada “recem chegados” no qual ela meio que intrevista pessoas que chegaram ha menos de um ano e quais sao as impressoes ate agora. Os perrengues, as expectativas, o que superou expectativas etc. Para morar um pouco a realidade da vida aqui e que por melhor que seja a vida aqui no Canada paraiso nao existe e problemas que voce nem imaginava que existiam vai te incomodar (pelo menos essa é a minha definicao do que ela esta fazendo rs). Em resumo eu estou seguindo familias com criancas que ja tinham uma vida mais estabelecida no Brasil e que falam mais direcionada para pessoas que as vezes a primeira vez que vai pisar em solo canadense será quando estiver com o PR e que talvez estejam deslumbradas com a ideia de Canada. E foi ai que eu me toquei que o meu perfil é outro.

Eu vim para ca de intercambio e renovei os docs quando decidi fazer um college. Eu ja tinha vindo para o Canada antes, em 2008, tambem de intercambio e sem nem pensar e saber sobre imigracao. Fiquei 6 meses e voltei com ingles baum! =) E descobri como no geral os brasileiros falam um ingles bem ruimzin… =X E entao descobri o lance da imigracao e li um pouco sobre isso, mas eu tinha uns 20 anos mais ou menos na epoca e achei que estava cedo quis esperar. Alguns anos depois tive a chance de voltar para ca e dessa vez pro frances. Foi mais ou menos a epoca que comecei o blog e li muito de mais a beca sobre imigracao. Eu nao tinha pensado ainda em ficar aqui. Foi uma coisa que aconteceu depois de uns meses que eu ja estava aqui e surgiu a oportunidade.

Eu vim sozinha (na epoca estava namorando e ele viriam eventualmente, mas a vida aconteceu e…) de intercambio, com paGraduate-femalessagem de volta, entrei num college, estou aqui como estudante internacional e o objetivo é imigrar com o diploma do curso pelo PEQ (enquanto a maioria vem e veio pelo skilled worker – mesmo ele tendo mudado demais ao longo dos anos). Dos blogs que eu achei pelo caminho nao vi nenhum com esse perfil. Talvez sozinho/a mas nao como estudante. Quando eu criei esse blog eu ate queria encontrar uma historia nesse perfil pra saber o que esperar desse processo de imigracao.

Outra coisa tambem é que como eu disse muitos saem do brasil de familia formada e emprego estabelecido. Mas uma vez nao foi o meu caso. Eu sai da casa da mamãe direto para esse imenso canada. E acabou sendo uma transicao suave para mim. Cheguei em homestay, depois dividi ape e agora moro sozinha. Pouco a pouco as responsabilidades foram aumentando. Pela primeira vez na minha vida eu de fato tenho contas pra pagar, aluguel, e sai da vida de dondoca direto para o glamour de arrumar a casa (aquela que mal sabia lavar um banheiro rs). Mas mais uma ez foi uma transicao suave e progressiva. Eu nao tive o choque da chegada aqui, eu nao tive que chegar resolvendo um monte de coisa, eu nao tive que me preocupar com um monte de coisa. Eu vim bem turista de ferias. ok, tinha as aulinhas, mas depois eu rodava a cidade! Meu primeiro verao aqui eu fui em todos os lugares, festivais e pontos turisticos possiveis (o que acaba sendo ate uma coisa positiva ja que meu curso é hotelaria ne rs). Esse vai ser o meu quarto verao aqui e ainda nao curti um tanto quanto o primeiro. =D

Junto com isso muito dos meus “primeiros” foram aqui. Meu primeiro cartao de credito foi aqui (ja pensando em criar um historico de credito 😉  ) que como estudante nao foi muito dificil conseguir. Minha primeira busca para alugar uma casa foi aqui. A primeira vez que aluguei um carro foi aqui. A primeira vez que tive que escolher plano de celular, de internet foi aqui. Eu vejo que muitos dos blogs e canais comparam as coisas com o Brasil, mas eu nao sei o que dizer porque eu nao fiz essas coisas no Brasil. So sei por alto mesmo. E depois de 3 anos aqui muita coisa ficou natural para mim ja. Eu vi num dos snaps alguem mostrando que todo mundo usa celular no onibus. Eu sei que no Rio nao era assim e do jeito que eu estou parece que piorou muito desde que eu vim. Mas aqui eu nem percebo mais pra falar a verdade rsss Eu vivo andando com o celular na rua. Tiro foto pro instagram, mando audio no whats, faço video. Ninguem me segura. Poucas foram as vezes que me senti insegura aqui, mas nunca por causa de celular. Inclusive, na verdade, das vezes que eu voltei pro brasil eu ficava preparando minha cabeca para lembrar que nao pode usar cel em qq lugar (ate pq eu nao tenho cel la e nem internet rsss so em casa mesmo). Eu nem lembro mais qual o protocolo pra usar o cel. E se eu quiser ver a hora? Qual o risco que eu corro so pra dar uma olhadinha? D= Outras coisa tambem é atravessar a rua. Ja acostumei com a prioridade. Ruas sem sinal eu saio andando xD Porque eles param. Por outro lado quando eu tive que dirigir aqui eu fiquei com medo de nao ver e quase atropelar alguem, mas nem rolou. Acho que deve ser mais tenso ruas com ciclovia, mas nao peguei isso ainda.

Acho que a unica coisa que eu realmente ainda curto e olho um pouco com olhos de brasil é os eventos e as coisas legais que acontecem na cidade DE GRAÇA! Os balanços musicais, o Maestro, os pianos publicos, os festivais de musica (jazz, francofolie etc). Aquele meu primeiro verão que eu tanto curti. Eu acho que so gastei com lanche mesmo. Ja tinha o passe pro metro por causa do curso (passe mensal que permite você andar de metro o mes inteiro livremente quantas vezes quiser/precisar), os fui nos eventos de graça. Realmente so comida que eu acabava comprando.

Moral da historia é que eu tenho uma outra visao do Canada devido a minha experiencia. Eu nao criei grandes expectativas quando vim em 2013. Eu quis usar o tempo do college justamente pra ver e sentir como eu me sinto aqui, sozinha, ver o inverno (ja que Vancouver tem um inverno bem brando comparado com o daqui) e decidir se me adapto ou não. Na pior das hipoteses eu voltaria para o Brasil com um diploma internacional, um ingles afiado e francês. So que eu não quero voltar rs.

Se alguem ai esta pensando em vir sozinha/o ou fazer college para entao imigrar, Quebecleza! esta ai! Nesse mar de familias e casais que vieram pelo Skilled worker, ca estou eu de estudante, nao-imigrante (ainda!), de olho no PEQ =)

Ela

A volta do Quebecleza!

Sim, a volta a atividade! Durante minha estadia aqui – mais especificamente durante meu college – eu nao postei muito. Nao diria que sumi de verdade, mas postei bem bem bem pouco por varios motivos. Agora que estou terminando o curso pretendo voltar a ativa!

Na epoca que comecei o blog em 2012 #feelingold eu lia e acompanhava vaaaarios blogs! Algumas pessoas desse mundo de blogs de imigracao eu tenho contato ate hoje. Mas se eu nao postava no meu blog, ler os outros tava mais dificil. Acabou que eu nem sei mais que blog que esta na ativa. Alias nem sei se blog ainda rola ou se ja ficou ultrapassado rsss Veremos. Eu me mantive mais no Facebook e recentemente criei um Instagram. Eu nunca tive um mais criei um pra pagina =) Descobri um monte de gente nova no mundo da imigracao (nova pra mim pq nao as conhecia antes) e estou seguindo um monte por snaps e instagram. Por algum motivo ta todo mundo em Vancouver e uns poucos em Toronto. Gente! Cade aquele povo todo que focava em Quebec? Achei pouca gente ativa aqui em Montreal, mas enfim!

Pretendo postar mais e ate atualizar minha lista de sugestoes de pessoas para seguir (quem estiver sem postar nada por muito tempo vai sair e dar lugar a quem ainda posta). Eu pretendo manter o blog  – pelo menos ate ver que nao vai a lugar algum mesmo (!) e ver como fica com os outros 2 apps. Vai ser conteudo diferente porque nao vejo sentido em ficar repetindo nos 3 a mesma coisa. Instagram vai ser fotos (estou me sentindo fotografaaaa!!!!) aqueles videosinhos mesmo. Um pouco da cidade e coisas aqui. Vai ter tambem pequenos comentarios. Postei videos mostrando como aqui tudo tem muita, mas muita variedade (maçanetas e tylenol hahaha), video dos balanços musicais (21 balançoires – musical swings) que eu acho muito legal! =D, Postei tambem foto de um dos tuneis da cidade subterranea e de um mapa tb! No Facebook nao sei muito como definir. Vai ter noticia, vai ter piadas, coisas de facebook e os posts daqui =) e vou deixar as fotos mais pro Insta mesmo mas umas fotos de vez em quando. O que eu vou tentar usar mais é o “live” que da pra fazer la. Fiz um teste essa terça e postei um video que era ao vivo, mas ainda esta la pra quem quiser ver ^^ ai vergonhaa! E aqui no blog vai ter as historias mais compridas e pessoas da minha experiencia. Pretendo fazer um post sobre o college quando ele acabar e eu nao me sentir mais ligada a ele (o que ainda vai demorar 2 a 3 meses pq ainda tenho horas de estagio pra fazer etc). E darei entrada mesmo no processo quando o diploma sair! (OMG!) e ai vou postar ne! 😉

Nao faco YouTube pq nao curto camera #timida. E nao faco Snapchat pq nao tenho publico pra isso. Sou mt low profile e nao tem pra que ficar falando cas paredes. Mas se acontecer de gente suficiente seguindo e mostrando interesse no snapchat eu penso no assunto. Dai é isso. A volta do Quebecleza!

 

Espero que vocês curtam e comentem pra eu nao me sentir sozinha aqui ou la no Face/Insta

Ela

3 anos de MTL!

Hoje faz 3 anos que eu peguei o aviao de Toronto para ca. Achei Montreal mais vida, mais movimentada, mais feliz =)

Vim de intercambio sem saber que teria ficado aqui tanto tempo, apesar da intenção de imigrar ja existir. Não imaginava mesmo que 3 anos depois estaria terminando o sexto semestre de um College.

Na pascoa eu fiz 3 anos de Canada, mas estava tão enrolada com o curso que quando fui perceber ja tinha passado.. =/  Mas tudo bem Toronto foi só uma visitinha, aqui é que eu estou e fiquei tanto tempo.

Quero reviver o bloguinho assim que as coisas acalmarem! E o Quebecleza ja se estendeu pro Intagram (que ta cheio de fotos e videos de coisas que aparecem no meu caminho – como vocês podem dar uma espiadinha aqui do lado ^^). Passa la tambem! 😉

Só passei pra nao deixar em branco mesmo.

 

Ela